Barbie de Plástico

image

As razões para te amar:
Quatro horas de sono,
pílulas para dormir
e a alma a se isolar.
Sabotagem comigo mesma.
Trancafiada, plastificada.

Vendo claro, sem o turvo
não tem nada de coração,
eu te queria como antes,
só mais uma barbie
para a minha coleção.

Quando conseguia,
brincava e brincava…
Até surgir um modelo novo,
causa de meu desejo
e a última perdia a graça,
quero agora aquela
que na nova
propaganda vejo!

Quem iria quebrar
o coração de quem?
Quem iria ser um objeto
e só mais alguém?
Essa brincadeira é feminista,
era um alvo em minha vista.
Menina mimada, eu sei!
Mas, era questão
de só o que eu queria.
Dê graças que não
queimou suas energias!

Eu não aprendi
a amar ainda.
Que bom que você
nunca foi fantástico.
Pois, meu coração,
vem e vai
feito elástico.
Ele não é feito
de sentimentos.
Futilidade, vaidade e…
Plástico!

Se me quisesse,
não teria esse
material meu,
maquiado coração.
Iria ser
só mais um instante
depois iria pra estante
feito mais uma barbie
na minha coleção
que hoje se empoeira no porão!

image

That’s the difference between me and the rest of the world! Happiness isn’t good enough for me! I demand euphoria!
― ― Bill Watterson (via psych-quotes)
The lilac-scent, the bushes with dark green heart-shaped leaves,
Wood-violets, the little delicate pale blossoms called innocence.
― Walt Whitman, Warble for Lilac-Time  (via velveteeendreams)

(Source: unpetaling)

Seduce me. Write letters to me. And poems, I love poems. Ravish me with your words. Seduce me.
― Anne Boleyn (via h-o-r-n-g-r-y)

(Source: larmoyante)